09/01/2019

Universo Vestibulares

Postado por Equipe de Marketing

4

Que o ENEM é importante para ajudar você a conquistar o sonho de entrar no ensino superior, todo mundo sabe. E aí, quando chega a época de prestar o Exame Nacional do Ensino Médio, a cabeça de muita gente vira uma loucura. Os pensamentos vão desde “quanto eu tenho que tirar para melhorar minha colocação?”; “como sei quanto preciso tirar no ENEM”?; “o que fazer com a nota do ENEM?”, entre outras, ficam martelando na cabeça da galera. Por isso, o Vestibulares fez um pequeno guia para ajudar você a chegar lá. Veja só!

 

Ter uma bolsa de estudos numa faculdade particular

 

Uma iniciativa do Governo Federal auxilia e muito os alunos que querem fazer uma faculdade particular, mas que precisam de uma bolsa integral ou mesmo parcial da mensalidade para realizar esse sonho. Trata-se do ProUni (Programa Universidade Para Todos). E o que a nota do ENEM tem a ver com isso? Só ingressa no ProUni quem tiver prestado o ENEM. A nota é usada como critério para selecionar os alunos que ganharão bolsa de estudos em faculdades particulares. Para participar do processo, o interessado não pode ter zerado na redação do ENEM e tem que ter feito ao menos 450 pontos nas provas objetivas. Tem que ser a nota do ENEM anterior ao ano em que deseja estudar. A nota de corte muda conforme a faculdade, curso e modalidade de concorrência, para o caso de cotas, por exemplo. Os cursos mais disputados chegam a exigir uma nota igual ou superior a 700 pontos.

 

Financiar a faculdade com menos juros

 

Outra modalidade de ajuda aos estudantes oferecida pelo Governo é o FIES (Financiamento Estudantil). Desde 2015 é também a nota do ENEM quem garante a participação na inscrição para o FIES, desde que o interessado tenha atingido no mínimo 450 pontos e nota maior que zero na redação. Diferentemente do ProUni, o candidato pode ter participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio a partir de 2010. O estudante que conseguir o FIES participa de um financiamento estudantil, ou seja, cursa o ensino superior e só começa a pagar as mensalidades um ano e meio depois de ter concluído o curso.

 

Complementar a nota do vestibular

 

Algumas instituições de ensino superior usam a nota do ENEM para complementar a nota do vestibular. Há uma variação entre as instituições, e a primeira informação que você tem que ir atrás é se a faculdade aceita a nota do ENEM como complemento à nota do vestibular. Como a variação da exigência é feita pela própria faculdade, a segunda informação que você tem que saber é quanto é a nota de corte exigida. Assim, fica mais fácil saber quanto você precisa estudar para tirar a nota exigida. Isso é legal para as instituições que são mais concorridas. Fique de olho!

 

Entrar com mais facilidade em uma universidade pública

 

Para entrar numa universidade pública pela nota do ENEM você tem que ter arrasado na prova. Primeiramente porque essas instituições são conhecidas pela concorrência. Além disso, não pode de jeito nenhum ter zerado a redação. Mas veja que coisa boa: para se inscrever, não há uma nota mínima e o ENEM prestado tem que ser o mais recente. São 200 mil vagas anuais oferecidas pelas universidades nesses moldes. A entrada no processo é feita por meio do SISU (Sistema de Seleção Unificada), também oferecido pelo Governo Federal. E é bom ficar atento: a inscrição do SISU começa logo depois da nota do ENEM ser divulgada. Todo o processo de inscrição é feito pela internet, no site do SISU. As inscrições abrem duas vezes por ano. São gratuitas e não exigem limites de renda ou idade para participar.

 

Como escolher a faculdade pela nota do ENEM

 

O primeiro passo para escolher a instituição é saber se ela aceita a nota do ENEM como complemento à nota do vestibular. Além disso, para avaliar melhor os seus critérios de escolha, uma das dicas é olhar a avaliação da instituição no MEC (Ministério da Educação). Além disso, vale ficar de olho também se a instituição que você procura tem autorização para oferecer o curso. Em seguida, veja o que essa faculdade oferece além das aulas. Afinal, nada como passar o tempo em um local que tenha infraestrutura e um ambiente que contribua para o seu crescimento educacional e pessoal.