11/01/2019

Mundo da Educação

Postado por Equipe de Marketing

2

Saber a diferença entre as modalidades de estudo faz toda a diferença na hora de escolher o curso ideal para você.

 

Escolher o curso superior que você vai fazer nem sempre é um caminho fácil. Afinal, são diversas as possibilidades que devem ser levadas em consideração: suas habilidades, gosto pessoal, melhor entendimento de determinadas disciplinas. Além disso, conhecer as maneiras em que você pode fazer esse curso também conta. Mesmo porque, entender a diferença entre os cursos presencial, EAD e semipresencial pode tornar o caminho para sua decisão mais rápido.

 

 

Como funciona o ensino presencial

 

A modalidade de ensino presencial é a mais conhecida entre todos os estudantes. Trata-se daquela em que há um local físico, o professor e os alunos reunidos dentro de uma sala de aula. Geralmente, a divisão é feita pelo ano ou semestre em que o aluno cursa. Assim, estão reunidos em um mesmo local todos os alunos que cursarem, por exemplo, o primeiro semestre de psicologia, em determinada matéria. Os alunos que ficarem de dependência - a temida DP em uma matéria específica - também podem estar nesta mesma sala, mesmo que já tenham passado pela disciplina antes. Neste modelo, os alunos têm sua presença marcada em sala de aula. Todas as atividades necessitam do aluno no local para ser realizadas. O ensino presencial tem, entre suas vantagens, a presença do professor em sala de aula. Assim, é possível tirar as dúvidas na hora e também compartilhar o conhecimento com outros alunos de seu curso.

 

 

Como funciona o ensino EAD

 

O ensino a distância ou EAD é uma das modalidades em alta no momento. Afinal, a falta de tempo e a correria do dia a dia das grandes cidades faz com que muita gente não tenha tempo de se deslocar para estudar. Tanto para cursos livres, como para cursos de ensino superior e pós-graduação, a modalidade traz comodidade, economia de tempo e muitas vezes até financeira. Para estudar no modo EAD é preciso ter sua própria infraestrutura. Geralmente, isso é resolvido com um computador e acesso à internet. As aulas são transmitidas, geralmente em videoaulas gravadas anteriormente ou mesmo em transmissões ao vivo. Uma sala de aula virtual. É neste ambiente que o estudante tem o material necessário para as aulas, como matérias a estudar ou exercícios. Uma plataforma de comunicação serve para tirar as principais dúvidas com monitores ou com os próprios professores. Para fazer, por exemplo, o ensino superior em modalidade EAD é preciso ter concluído o ensino médio, como em qualquer curso superior. Além disso, para os casos de pós-graduação, há a necessidade da conclusão da graduação. Por demandar da instituição de ensino menos gastos (como locação de espaços gigantes para comportar os alunos, luz, água, infraestrutura), o curso acaba saindo um pouco mais barato para o aluno também e os preços podem ser menores do que os da aula presencial. Mesmo no ensino EAD, algumas atividades exigem a presença do aluno de vez em quando. Isso pode acontecer, por exemplo, em provas aplicadas, em plantões de dúvidas ou para a realização de atividades em grupos. Inclusive, os vestibulares para ingresso na EAD seguem os moldes aplicados no ensino presencial. Procure saber se o seu curso é oferecido nesta modalidade, em quais locais e também se as instituições são próximas de sua casa ou trabalho, para facilitar as ocasiões nas quais você tiver que comparecer por lá, quando for apresentar seu trabalho de conclusão de curso, por exemplo.

 

 

Como funciona o ensino semipresencial

 

No ensino semipresencial, quase todas as disciplinas do curso misturam encontros presenciais com um ambiente online para ensinar o aluno. As aulas virtuais são transmitidas por videoconferência. Nos polos físicos de apoio, aulas acontecem como na modalidade presencial: com horário fixo, turmas e professores capacitados. A modalidade semipresencial é um misto entre o ensino presencial e o 100% EAD. O aluno também tem que comparecer para fazer provas, apresentar trabalhos ou tirar dúvidas com monitores e professores. Todos os dias de presença obrigatória possuem horários fixos pré-estabelecidos. Há também a possibilidade de tirar dúvidas e até dividir o conhecimento e exercícios na plataforma online. Essa modalidade é indicada para quem deseja ter a experiência em sala de aula, mas não tem disponibilidade para comparecer fisicamente ao curso em todos os dias da semana. Além disso, entre as vantagens do ensino semipresencial, está a aprendizagem e estudo no modelo online. A instituição de ensino que determina quais as disciplinas e os horários em que as aulas serão obrigatoriamente presenciais.