Prouni

Tudo sobre o Prouni: O Guia Completo

Veja tudo o que você precisa saber sobre o programa, desde as principais informações sobre como funciona, notas de corte e mais!

Se você possui dificuldades financeiras e está em busca da primeira graduação, saiba que o Prouni pode ser a oportunidade que você estava esperando para tirar esse plano de papel. Iniciativa criada para garantir o acesso ao ensino superior por estudantes de baixa renda, por meio de bolsas parciais (50%) ou integrais (100%), já contemplou mais de 3 milhões de estudantes, desde 2005.

Neste guia, trouxemos as principais informações sobre o Prouni. Fique por dentro dos pré-requisitos e saiba como conseguir uma bolsa de estudos em faculdades particulares.

O que é o Prouni

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) é um programa de bolsas de estudo para faculdades privadas. Implantado em 2005, serve como um incentivo do governo federal para o acesso ao ensino superior por estudantes de baixa renda, concedendo bolsas parciais ou integrais.

Com uma bolsa do Prouni, o estudante consegue fazer a faculdade gratuitamente ou pelo menos pagando a metade da mensalidade, o que já é decisivo para muita gente com dificuldade de arcar com os custos totais da graduação.

Para escolher quem vai ser contemplado com as bolsas, a seleção do Prouni considera o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) da edição imediatamente anterior ao ano vigente.

Como funciona

O processo seletivo funciona por meio da inscrição no site oficial do Prouni. São feitas duas edições por ano e o cronograma de datas, geralmente, é disponibilizado aos candidatos no início do ano, também no site.

Quem pode participar

Para saber quem pode participar do Prouni, é importante se atentar aos pré-requisitos do programa.

  • ser brasileiro;
  • ter participado da edição atual do Enem;
  • não ter diploma de graduação;
  • ter cursado o ensino médio em escolas da rede pública, ou como bolsista integral em escolas da rede privada;
  • ter obtido ao menos 450 pontos de média no Enem;
  • não ter zerado a redação no Exame;
  • para concorrer a bolsas integrais, o estudante deve ter renda per capita de até 1,5 salário mínimo;
  • para concorrer a bolsas parciais, o estudante deve ter renda per capita de até 3 salários mínimos.

Professores de rede pública: como incentivo à formação continuada dos professores brasileiros, o Prouni também tem condições especiais para esse público. Profissionais que lecionam na rede pública de ensino e estão em efetivo exercício podem se candidatar às bolsas de estudo do Programa, mesmo que não se enquadrem nos requisitos de renda.

Tipos de bolsa

O Prouni concede bolsas integrais (100%) e parciais (50%).

No caso da bolsa integral, o aluno é totalmente isento do pagamento das mensalidades no curso de graduação. No caso da bolsa parcial, ele ainda é responsável por metade dos custos, sendo que esse restante pode ser financiado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) ou outros programas de crédito.

É importante destacar que as bolsas do Prouni não são cobradas do estudante, ao contrário de financiamentos ou de parcelamentos. Isto é, elas são um desconto definitivo no valor da mensalidade, que não deve ser devolvido pelo candidato contemplado, e valem por toda a duração da graduação.

Inscrições

Como já comentamos, as inscrições são realizadas no site oficial, exclusivamente pela internet. Para o primeiro semestre, o período de inscrições é geralmente em janeiro. O segundo, geralmente em julho. É importante se atentar aos prazos disponibilizados no cronograma logo no começo do ano, pois, como são poucos dias para a inscrição (em geral, 4 dias), não é uma boa ideia deixar para última hora!

Como se inscrever no Prouni

O passo a passo para realizar a sua inscrição no Prouni é muito simples. Veja:

  • no site do Prouni (prouniportal.mec.gov.br), entre na aba “Fazer inscrição”, que só ficará disponível no período divulgado;
  • preencha o seu número de CPF, o número de inscrição e a senha cadastrados no Enem, depois clique em “Entrar no Prouni” — se você perdeu o acesso, é possível recuperar na Página do Participante do Inep;
  • ao preencher as informações, o sistema automaticamente recupera os seus dados fornecidos na inscrição e a sua nota do Enem;
  • confira seus dados pessoais e referentes ao grupo familiar e atualize as informações, se for necessário;
  • responda ao questionário socioeconômico, lembrando que será necessário comprovar as informações, caso você seja contemplado com uma bolsa;
  • escolha a sua primeira e a sua segunda opção de curso, em ordem de preferência, levando em conta a instituição de ensino, a modalidade de estudo (presencial ou EAD) e o turno, além de definir se você se enquadra em ampla concorrência ou cotas — destinadas a negros, pardos, índios e portadores de deficiência;
  • por último, confirme seus dados e clique em “Finalizar inscrição”.

Você descobrirá se conseguiu a bolsa de estudos durante a divulgação de resultados, que ocorre por meio das duas chamadas sucessivas. Ambas são divulgadas no site do Prouni, na sua área do aluno.

Notas de corte

A nota de corte é a menor nota necessária para conseguir a bolsa de estudos pelo Prouni, representada pela média do último candidato contemplado no curso e instituição escolhidos.

Exemplo simples: imagine que o curso de Direito na faculdade que você escolheu tem 10 vagas no Prouni. Então, os 10 candidatos com a melhor desempenho no Enem vão ser classificados. A nota do 10º candidato classificado é a nota de corte para essa opção de curso. Se a sua pontuação for menor que essa, você será desclassificado ou, então, precisará sinalizar que quer participar da lista de espera.

Entender esse conceito é muito importante principalmente por conta da nota de corte parcial. Durante todos os dias do período de inscrição no Prouni, o sistema registra a nota do último candidato aprovado até o momento. Como existem muitos estudantes se inscrevendo até o último dia, a nota de corte parcial não é exata — ela varia conforme as atualizações diárias. A nota de corte oficial só é divulgada após o encerramento das inscrições.

Acompanhar as notas de corte parciais pode ser bem útil. Afinal, se você vê que a sua nota do Enem é muito inferior à nota de corte registrada até o momento, já sabe que suas chances de conseguir uma bolsa são menores. Sendo assim, é possível alterar a sua escolha de curso, turno ou faculdade, aumentando suas chances ao mudar para uma opção com nota de corte mais baixa.

Resultado

Como comentamos, os resultados são divulgados em duas chamadas consecutivas.

Logo após a publicação das chamadas de convocados, o candidato que foi contemplado tem alguns dias para comparecer à instituição e levar toda a documentação exigida. Somente após a comprovação das informações fornecidas no ato da inscrição é que a bolsa passa a vigorar na matrícula do estudante.

Daí, a instituição envia o registro de aprovação para o Sistema Informatizado do Prouni (Sisprouni) e emite o Termo de Concessão de Bolsa. Vale lembrar que é de inteira responsabilidade do estudante observar os dias e os horários de atendimento da secretaria da instituição escolhida.

Lista de Espera

Após a divulgação das duas chamadas, os candidatos que não foram contemplados podem registrar seu interesse na lista de espera, que pode ser pelo curso correspondente à primeira ou segunda opção.

Faculdades que aceitam o Prouni

Para conseguir bolsas em faculdades particulares, o Prouni é uma das opções mais buscadas pelos estudantes. Além de ter abrangência nacional, a facilidade da inscrição por meio da nota do Enem é um ponto positivo. A lista de faculdades privadas que aceitam o Prouni é gigantesca. Todas as instituições parceiras do Vestibulares aceitam o programa para ingresso:

Para consultar outras faculdades que aceitam o Prouni, quando as inscrições estiverem abertas siga o passo a passo:

  • acesse a página de consulta do Prouni;
  • clique em "Procurar por Instituição";
  • digite o nome da faculdade;
  • clique em "Pesquisar".

Bolsas Remanescentes

Não é incomum que sobrem algumas bolsas ao término do período regular de contemplação — seja porque o curso abriu várias vagas, seja porque os candidatos convocados não regularizaram a matrícula por algum motivo.

Então, mesmo que você não seja chamado pela lista de espera, ainda há esperanças de conseguir uma vaga no Prouni através das chamadas bolsas remanescentes.

Afinal, o que são as Bolsas Remanescentes do Prouni?

Nos dois semestres, após o período de seleção oficial, o Prouni abre um novo processo para concessão de bolsas remanescentes, que nada mais são do que vagas que não foram ocupadas ou, então, bolsas de outros estudantes que foram suspensas.

Esse processo é bem mais flexível do que o processo de inscrição regular, pois possui menos exigências e é mais abrangente. Por exemplo, podem se inscrever candidatos que prestaram o Enem a partir de 2010, não somente da edição imediatamente anterior — mas ainda vale a nota mínima de 450 pontos e a necessidade de não ter zerado a redação.

Além disso, no processo seletivo de bolsas remanescentes, não há nota de corte. Os candidatos são classificados por ordem de inscrição: quem chega primeiro tem a vaga pré-reservada, devendo comparecer à instituição escolhida em até dois dias úteis para confirmar a bolsa.

Agora que você já sabe tudo sobre o Prouni, viu que é uma ótima oportunidade para ingressar no Ensino Superior. Saiba que, aqui no Vestibulares também temos outras iniciativas para quem está buscando sua graduação com benefícios e descontos. Confira em nossa página de Bolsas de Estudo, Benefícios e Premiações!